Posts

IoT: problemas técnicos e ideológicos | convidado blog da semana

IoT (Internet das coisas): problemas técnicos e ideológicos

Por Vladimir Malakchi, CMO 482. soluções

Publicado originalmente em “The Daily Hodl”

IoT, como todos nós estamos principalmente conscientes até agora, é uma das tecnologias de conectividade mais revolucionárias que surgiu vitoriosamente dentro do heap de outras tecnologias que também surgiram nas últimas duas décadas ou assim. Mas com seu impacto extremamente benéfico no setor do negócio & consumidor, há certamente alguns problemas tecnologicos e ideological realísticos irrompeu com ele também. No entanto, a coisa boa é que todos esses desafios pertencentes à indústria de IoT podem ser tratados eficazmente usando algumas soluções tecnológicas igualmente eficazes.

Assim, a nossa escolha inicial para Parlacom’s “convidado blog da semana” série é um artigo que se concentra descritivamente sobre este mesmo problema. Escrito por Vladimir Malakchi, CMO na tecnologicamente ambicioso 482. Solutions – uma equipe de peritos da IoT & blockchain – e publicou originalmente “o diário Hodl”. Leia esta narrativa emocionante e altamente informativa sobre IoT, seu problema, e soluções concretas no link oficial abaixo:

Estes não são apenas falsos hypes: Previsões de IoT principais para 2019

Enquanto a tecnologia IoT originou-se nos anos 80, é apenas em meados de 2010s, quando o pleno potencial desta tecnologia revolucionária surgiu. De acordo com um artigo publicado no cliente Think, o mercado de IoT deverá valer $475000000000 por 2020, em que três setores principais poderão colher recompensas máximas: saúde, industrial e cidades inteligentes. Assim, a partir desse despertador simples Internet habilitado em nosso quarto para as maiores máquinas operando em indústrias, IoT tornou-se agora o núcleo controlador e sistema de gestão para todos os dispositivos reside entre eles e além. Se você já está no ombro-profundo na esfera IoT e quer chegar à frente da curva, é melhor em seu favor para manter um olho aberto sobre alguns acontecimentos importantes previstos para IoT em 2019. Aqui estão eles!

 

IoT-infra-estrutura-é-expandindo-like-a-universo

 

 

 

Infra-estrutura de IoT está expandindo como um universo-:

Se houver alguma verdade obdurada sobre a tecnologia IoT, é sobre a expansão ferozmente rápida de sua infra-estrutura. Pesquisa feita pela statista mostrou que havia cerca de 23.140.000.000 dispositivos operados via IoT em 2018, que é um 30% acima dos 20.350.000.000 dispositivos em 2017. Isso definitivamente aponta para o fato de que a tecnologia IoT continuará a mergulhar em mais e mais setores em 2019 e mais além. E, em última análise, todo tipo de negócio e comércio em breve tem que sucumbir a esta enorme tecnologia digital revolucionária nos próximos anos; Se você ainda não está familiarizado sobre as maneiras de como você pode alavancar de IoT para o seu negócio, deixe Parlacom ajuda você a obter a imagem muito arrumado e claro.

 

 

Segurança de aperto nos pontos finais

Uma segurança de aperto nos pontos finais-:

Com quase todos os Internet-powered tecnologia vem o risco de segurança, bem como, e IoT definitivamente não é uma exceção a isso também. A Symantec diz que um dos dispositivos mais vulneráveis da IoT são os mais pequenos encontrados em todos os lugares: fechaduras de porta, frigoríficos, AC, HVAC, iluminação, janelas, etc. Esses dispositivos que mais comumente usamos são conhecidos como dispositivos de ponto final (servindo no final do cliente) e podem ser bastante propensos a ataques antiéticos por cibercriminosos. Em 2019, a infraestrutura de segurança aumentada e eficiente para dispositivos IoT de ponto final será uma das 3 principais considerações para todos os provedores de serviços IoT em todo o mundo. Embora existam algumas maneiras efetivas com as quais os dados e os dispositivos conectados podem ser protegidos, a Parlacom já fornece aos seus clientes as melhores tecnologias de criptografia para proteger o sistema de dispositivos M2M e IoT conectado; descobrir como aqui!

 

 

O IoT será o rei da manufatura

IoT será o rei da manufatura-:

Embora a IoT continue a ser uma grande influência na maioria dos sectores industriais, o seu impacto na cadeia de fabrico e fornecimento de produtos é o mais iminente. Sandra Coimbra de HCL descreveu ordenadamente o impacto revolucionário que a IoT está derramando livremente nos processos de fabricação e cadeia de suprimentos do produto, respectivamente.

"A Internet das coisas (IoT) teve um grande impacto na indústria transformadora. A interconfiabilidade de sensores, equipamentos, máquinas, linhas, unidades de processamento, plantas, materiais, contêineres, transporte, edifícios, computadores, softwares, tecnologia em nuvem, dispositivos móveis, pessoas, departamentos, empresas e processos está ajudando alcançar resultados inovadores e impulsionar o valor na fabricação.

(Fonte: "impacto IoT na fabricação", "Sandra Coimbra – gerente geral adjunto HCL)

 

Você é um fabricante? Em caso afirmativo, você deve considerar melhor capacitar seu processo de manufactura, e a corrente de fonte do produto também, com os aperfeiçoamentos revolucionários que o IoT traz à tabela para ambos. Não sei como converter todo o procedimento e como ele irá beneficiá-lo? Pergunte aos especialistas em Parlacom agora mesmo!

Palavras finais…

Você compreende agora inteiramente o papel importante que a tecnologia de IoT está indo jogar em 2019? Bem, as previsões acima mencionadas, ou mais apropriadamente disse uma visão geral do IoT em 2019, são apenas as mais fundamentais que nós pensamos que serão os principais influenciadores na esfera de IoT ao longo de 2019; Há mais para a história de IoT no ano 2019 como pode ser lido aqui em "IoT para todos". No final, se você está pronto ou não, IoT está vindo para oprimê-lo e será muito melhor se você preparar o seu negócio para obter melhorado por ele no tempo em vez de ficar chocado com a transformação. Feliz ano novo 2019!

Top 5 maneiras de proteger os dados em 2018

A cada ano que passa, a utilização de enormes quantidades de dados está constantemente em ascensão, portanto chamado de "BigData". Isto inclui não somente o comercial mas o setor confidencial também (e. g. casas inteligentes, cidades inteligentes, etc.) Assim, toda essa transmissão interconectada, gerenciamento e processamento de dados por meio da tecnologia Internet das coisas (IoT) deve ser protegida imediatamente, mesmo que não tenhamos um conjunto padrão de regras éticas para processamento e gerenciamento de dados. Não seria a favor de qualquer empresa de IoT/data estabelecida ou emergente para exercer seus negócios, a menos que as preocupações de segurança pública e governamental sejam atendidas adequadamente. Apenas para um exemplo, você pode considerar o incidente fresco de Cambridge Analytica, uma empresa de dados que tenha usado mal dados públicos para alvejar eleitores específicos e influenciar negativamente o processo eleitoral. Assim, considerando tais graves propagandas acontecendo dentro da indústria de dados, aqui estão 5 melhores práticas que você pode usar para salvaguardar seus processos de dados e, eventualmente, ganhar a confiança de seus clientes e clientes tanto.

 

Top 5 maneiras que você pode proteger Big data

 

A segurança interna deve ser a primeira preocupação-:

 

segurança interna do escritório para dados

 

Porque o tratamento e processamento de dados é uma tarefa muito séria, e que envolve informações cruciais relacionadas a inúmeras entidades e pessoas; como um proprietário ou gerente você deve não somente assegurar-se de que os dados estejam seguros da ameaça externa mas que é seguro das fendas internas no escritório também. Esta é uma enorme responsabilidade em seus recrutadores de RH, bem como os gerentes diretos, que garantem a contratação da pessoa mais capaz de gerenciar e lidar com todos os aspectos do "BigData". A pessoa deve mentalmente e educacionalmente ser o mais apto para esta posição. Dar a tarefa de supervisionar e gerenciar dados para uma pessoa errada ou mal ajustada pode produzir resultados desastrosos tanto para a empresa quanto para os clientes/clientes.

 

Segurança de aperto em unidades de armazenamento de dados/servidores-:

 

segurança de dados em servidores de armazenamento

 

É talvez o Santo Graal da proteção e segurança dos dados; somente protegendo os servidores de armazenamento de dados e as unidades baseadas em nuvem, uma empresa pode alcançar a salvação nesta era de crescente agitação e infidelidade. Como um proprietário de empresa de dados ou IoT, proteger os equipamentos de armazenamento de dados deve ser um elemento fundamental na sua estratégia de dados. Muitas vezes, o processamento de dados massivo deve lidar com serviços não verificados e ou protocolos conflitantes em uma escala rápida, e é até os cientistas de dados para formular formas e técnicas para impedir o acesso não autorizado ao ecossistema de dados. Técnicas como SUNDR (repositório de dados não confiável seguro) e auto-Tiering, bem como outras, podem desempenhar um papel importante na proteção de seus dispositivos de armazenamento de dados e processamento.

 

Continua monitoramento e análise é importante-:

 

monitorização e análise de dados

 

É importante que o "BigData" deva ser continuamente monitorado e analisado em tempo real por um aplicativo de gerenciamento de dispositivo de dados IoT capaz. Isso é importante porque um monitoramento em tempo real pode alertar as unidades centrais de comando sobre um direito de intrusão não autorizado no momento em que isso acontece. Um alerta instantâneo significa uma solução instantânea que é igual a dados seguros e protegidos em nenhum momento. Finalmente, a análise fornecerá mais conhecimento aprofundado sobre cada evento importante no ecossistema de dados, permitindo que você e sua equipe de gerenciamento de dados compreendam melhor as lacunas e as conservem para evitar interrupções futuras dos mesmos erros.

 

Seu ecossistema de IoT tem pontos de extremidade seguros-:

 

Protegendo os pontos de extremidade do ecossistema IoT & data

 

Faça esta pergunta várias vezes por dia para si mesmo e para a sua equipa de gestão de dados: "os pontos finais do nosso ecossistema de dados estão firmemente seguros?" Se houver ainda menores "IFS" e "buts" no local, você não deve desperdiçar um único segundo mais e obter seus pontos de extremidade de dados seguro imediatamente! Uma dessas maneiras é usar somente dispositivos/aplicativos de certificados confiáveis para obter acesso a todos os pontos de extremidade. Um teste de recurso regular de dispositivos confiáveis em seu ecossistema de dados pode muito bem fornecer insights credíveis sobre o status de segurança e erros. Tudo em tudo, você não deve esquecer essa coisa: sua estratégia de proteção de dados grande deve implementar tais técnicas que podem localizar com êxito os hackers éticos e malware escondendo atrás de um dispositivo/aplicativo confiável imitado. Isso finalmente proteger seus ativos de dados contra os ataques mais vil.

 

Use modelos matemáticos de criptografia-:

 

Criptografia matemática para dados

 

Nossa dica final para proteger "BigData" está usando uma criptografia matemática. Matemática, como todos nós sabemos muito bem, é talvez a estrutura mais precisa e perfeita para alcançar quase qualquer resultado técnico, portanto, a linguagem da lógica é usada com precisão. A implementação de um sistema de criptografia matematicamente trabalhada em seu ecossistema de dados, que usa protocolos SSE para localizar somente dados criptografados, IoT e empresas de dados pode tornar o gerenciamento e o processo de dados mais seguros. As empresas podem utilizar uma variedade de técnicas de criptografia matemática para proteger dados como criptografia baseada em identidade, criptografia de dados relacionais, criptografia baseada em atributos e outros módulos também. O resultado, como sempre foi, será o melhor em proteger o seu ecossistema de dados a partir de uma variedade de movimentos malignos externos.

 

Conclusão

Então, qual é a maior takeaway deste artigo? FAÇA O QUE FOR PRECISO PARA PROTEGER SEUS DADOS INTEIROS E O ECOSSISTEMA DO GERADOR-DISPOSITIVO! (Há uma razão para eu quebrar as leis de escrita e bonés-em toda a sentença). Eu posso ver claramente um bom futuro, e um sucesso sem precedentes, para as empresas de dados IoT e que estão pagando um acima e além da atenção para a implementação de tecnologias de segurança em sua infra-estrutura de ti, porque essa é a única maneira que eles serão capazes de sobreviver ao reforço /Advanced onmassacts por hackers antiéticos, que definitivamente vai se tornar mais forte nos próximos dias.

Kaspersky Labs Launched World’s First Free IoT Device Security Scanner

The world’s famous Russian security-technology giant Kaspersky has created the world’s first free IoT device scanner. This application, which is known as Kaspersky IoT Scanner, is aimed at providing security for the smart devices in smart homes and offices. The application is free, in beta mode, and currently available on Android platform.  Kaspersky IoT device scanner scans IoT-powered smart devices using the domestic Wi-Fi network inside the home and warns the user on his/her smartphone about possible threats, as well as the current security level.

 

The rapid growth of IoT industry, as is already been described by numerous notable analytics, has also opened up another competitive market:  The IoT software industry. Big players of the software industry are now starting to consider providing software to support the massively growing IoT infrastructure globally. The entrance of Kaspersky with a free device scanner invites more and more competition with the other leading security technology companies who, as clearly expected, must be eyeing opportunities in Internet of Things as well.

 

“The good thing about all this is that the major software developers have started to target the fragile issue of IoT security.”  Clovis Lacerda, Founder of Parlacom Telecommunicationsy.

 

Obviously, the rapidly growing IoT technology is not without its quota of cyber criminals. Some of the recent attacks being made on IoT-connected things have clearly shown the potential of devastation that can be caused by such unethical onslaughts. In such critical times for IoT industry, the arrival of Kaspersky IoT device scanner is nothing less than a divine blessing (at least for now).

 

The operation of Kaspersky free IoT device scanner is quite straight forward to understand: The application automatically monitors smart “Home” devices such as CCTV cameras, internet routers, NAS devices, computers, laptops, gaming consoles, smartphones, tablets, Smart TVs, Smart Fridges, connected printers and much more on the home network.  The application memorizes all of the devices under scrutiny and warns the user anytime an unauthorized access is detected on his home network.

 

Furthermore, the application scans for weak points in the connected devices in order to ensure that there are no vulnerabilities that a hacker can exploit. And if this is not enough for a smart home/office owner, Kaspersky IoT Device Scanner also notifies the main user about the strength of the passwords of such crucial devices like Wi-Fi routers or other main internet gateways.

 

Therefore, considering all these functionalities, and also the fact that the application is in a beta testing mode right now, one may easily realize the important role such kind of apps are going to play soon in near future.  We are quite hopeful that the security issues that are too much hyped about IoT technology will now be dealt with, one by one and effectively as well.

UK Government Issues Regulations To Secure IoT-Connected Cars

Just days after the first ever bill on IoT security was submitted in the U.S. House of Senate for approval, United Kingdom becomes the second country in the league to create, and impose, security regulations for IoT connected cars in the country. This move by the UK government has not come being inspired by the US legislation on IoT, but due to a few attacks by the hackers on connected cars in the UK recently. One of the cars being targeted in the recent series of attacks on connected cars in the UK was a Tesla, an electric car made by the Tesla Inc., a company whose co-founder is the famous digital innovator Elon Musk.

The UK government’s overall security guidelines revolve around 8 fundamental principles for everyone to care about who operates a “smart” car. For a quick overview, here are those 8 principles the UK government has stressed for the security of connected autonomous cars in the country:

 

8 principles of IoT-connected cars cyber security

 

  1. Organizational security is owned, governed and promoted at board level.
  2. Security risks are assessed and managed appropriately and proportionately, including those specific to the supply chain.
  3. Organizations need product aftercare and incident response to ensure systems are secure over their lifetime.
  4. All organizations, including sub-contractors, suppliers and potential 3rd parties, work together to enhance the security of the system.
  5. Systems are designed using a defense-in-depth approach.
  6. The security of all software is managed throughout its lifetime.
  7. The storage and transmission of data is secure and can be controlled.
  8. The system is designed to be resilient to attacks and respond appropriately when its defences or sensors fail.

 

Source: Principles of Cyber Security for Connected and Automated Vehicles by Government of the U.K.

 

These regulations do seem impressive, though! But there is something much more impressive than these regulations: Why IoT solution developers still lack in crafting as effective security protocols as the innovative IoT solutions they make? Mr. Clovis Lacerda of Parlacom Brazil, perhaps, has the right answer to this: “The core reason why IoT developers fail to cope with the security challenges faced by the IoT industry is their least preference to secure the IoT products, but more on developing quantities, which as we all know, always leads to lack of quality.”

We believe most of us who belongs to the IoT industry, in some way or another, must be in harmony with the words of Mr Lacerda. The expert advisors on IT and other technologies in the UK government might, perhaps, have the same reason; including the series of recent attacks, to recommend the Department of Transport U.K. that the time to regulate autonomous IoT-connected cars has come. Well, we hope that UK’s automated vehicles will become safer after these regulations being imposed, and with this, we are also sure of ushering into a new era in which IoT technology has started to take its official standards and legislatures for everyone to follow. This thing convincingly assures us that IoT is definitely here to stay, and stay it will for long!